tempos médios de espera

Clínica Particular de Vilamoura

00h00m

Atendimento Permanente

Centro Médico Internacional VRSA

00h00m

Atendimento Permanente

Hospital São Camilo Portimão

00h00m

Atendimento Permanente

Clínica Particular SIIPEMOR

00h00m

Pediatria

Clídis – Clínica de Diagnósticos de Sines

00h00m

Atendimento Permanente

Madeira Medical Center

00h07m

Atendimento Permanente

00h00m

Pediatria

Internamento Saúde Mental

 

Com uma lotação de 11 camas o internamento possui quartos duplos e suites, que dão apoio ao Programa Terapêutico Believe. Um programa na área da Saúde Mental desenvolvido a partir das premissas, de que o sofrimento e as crises emocionais quando encaradas como desafios podem oferecer oportunidades únicas de aprendizagem, crescimento e mudança.

Há momentos na vida que nos criam a necessidade de parar, de nos afastar e de refletir.

O Programa Terapêutico Believe apoia-se na convicção de que é possível superar o sofrimento psicológico e alcançar um estado novo de equilíbrio, mais consciente, com mais recursos aprendidos e sustentado no tempo.

Defende que o (re) acreditar nesta possibilidade torna possível a aceitação, o compromisso e o envolvimento pessoal necessários à mudança para uma versão melhor de si mesmo. 

Conheça a Unidade Believe e inspire-se 

 


A Unidade Believe

Filosofia

Diariamente, através da nossa aprendizagem pessoal e junto aos pacientes constata-se que todos temos recursos terapêuticos internos extraordinários, que desconhecemos ou desacreditamos. O nosso Programa Terapêutico baseia-se na descoberta e ativação destes recursos pessoais. Neste processo, a esperança e a autoconfiança crescem ao ritmo das aquisições individuais efetuadas, tornando-se mais fácil acreditar na recuperação e sobretudo valorizar o contributo pessoal de cada na mesma. Esta convicção torna possível ao individuo, mesmo em estado de doença, a aceitação, o compromisso e o envolvimento pessoal necessários à mudança para uma versão melhor de si próprio.

O nome Believe sumariza precisamente esta visão, até aqui usada por nós apenas em registo de consulta, e que quisemos trazer para o contexto de internamento. 

Acreditamos que os momentos de sofrimento psicológico são oportunidades únicas para o autoconhecimento e crescimento pessoal de cada um. A dor e o desconforto criam as condições necessárias para permitirmo-nos parar e afastar do nosso ritmo de vida. Justamente, este ponto de distanciamento, convida-nos a colocar em perspetiva as situações problemáticas que nos conduziram até ali, e a permitir observar o que pensamos e sentimos sobre essas vivências. Buscamos uma compreensão, um sentido e/ou um significado para o que estamos a atravessar.

Este programa terapêutico acompanha o indivíduo nesta viagem de autoconhecimento, sobre si mesmo e, em particular sobre as suas vulnerabilidades psicológicas, tornando-o mais consciente dos padrões emocionais, de pensamento e de comportamento, responsáveis pelo seu sofrimento e pelos seus sintomas psicológicos. Por fim, são ensinados meios (recursos) através dos quais o individuo se pode permitir “trabalhar” as suas fragilidades. 


Espaço

Esta Unidade, localiza-se no 1º e 2º piso da Clínica Particular SIIPEMOR, em São Brás de Alportel. A Clínica beneficia de uma vista agradável sobre a serra e sobre o recente projeto paisagístico Parque das Amendoeira localizado numa das suas laterais. A estrutura e a decoração da Unidade reflete bem a filosofia do Programa Terapêutico Believe, pretendendo acolher, serenar e inspirar aqueles que ali trabalham e recuperam. No 1º piso funciona o internamento, composto por uma receção central, sala de convívio e de refeições, quartos individuais e duplos, e sala de enfermagem. Todos os quartos dispõem de televisão e de telefone. O 2º piso  destina-se à realização das consultas individuais de psicologia e de psiquiatria e à maioria das atividades terapêuticas em grupo. Nesse piso localizam-se dois gabinetes clínicos, uma ampla sala multiusos e um agradável espaço de convívio exterior, tudo com o melhor cuidado de segurança.

No piso 0 funciona um Serviço de Atendimento Médico Permanente, que conta com múltiplas especialidades médicas e serviço de realização de exames de imagem, que também dá apoio à nossa Unidade quando necessário.


Regras Gerais

Para ser internado na Unidade Believe deverá previamente ser assinando um consentimento informado sobre o funcionamento do internamento e respeito de pelas todas as suas regras.

As regras gerais que definimos baseiam-se nalgumas já fixadas noutras instituições privadas de internamento psiquiátrico. Contudo, tratando-se de um internamento de baixo risco, pretende-se que predomine sobre elas o bom senso, sendo possível o seu ajuste, caso a caso, sempre que se justifique.


Acolhimento no Internamento 

  • O primeiro contacto clínico do paciente será com o enfermeiro do serviço;
  • Após o acolhimento, é feita uma breve entrevista que avalia os riscos de suicídio e de violência e onde ficam registados dados relevantes sobre a história clinica do paciente.

Vestuário e Outros Pertences

  • Recomenda-se que o vestuário e o calçado sejam desportivos e confortáveis, trazidos pelo paciente ou sua família, assim como todos os produtos de higiene pessoal;
  • O uso de lâminas ou máquinas de barbear, tesouras, ou pinças requer vigilância por enfermeiro ou por assistente operacional; estes objetos devem ser guardados em bolsa própria e entregues após o seu uso;
  • Cintos, adereços, joias e relógios não são permitidos na enfermaria;
  • O paciente não deve trazer consigo objetos de valor, objetos cortantes, limas metálicas de unhas, embalagens de vidro, medicamentos e telemóveis. Caso isso aconteça deve entregá-los à equipa de enfermagem para que sejam guardados e entregues a um familiar assim que possível;
  • Cada paciente pode ter uma carteira pequena contendo no máximo 10 euros, preferencialmente em moedas, para comprar bebidas, snacks, ou café na unidade; esta carteira, devidamente identificada, é recolhida todos os dias à 22:00 e será entregue de manhã.

Comunicações com o Exterior

  • Os pacientes podem fazer e/ou receber chamadas telefónicas entre as 10h:00 e as 20h:00, num máximo de 3 por dia, a partir dos telefones fixos da Unidade;
  • Sempre que o médico assistente considere prejudicial para o paciente fazer ou atender chamadas, este tipo de comunicação com o exterior fica interdito;
  • Para melhor controlo das comunicações dos pacientes, é proibido a pacientes e seus visitantes manter ou usar telemóveis nas instalações da Unidade, exceto quando expressamente autorizado pelo médico ou enfermeiro;
  • O uso de computador portátil ou tablet próprio é autorizado (sempre após ser devidamente analisado pela equipa), sendo estes dispositivos recolhidos obrigatoriamente às 22h:00.

Vigilância

Durante o período da noite e do dia, fora das atividades prevista e acompanhadas na Unidade Believe, são feitas observações de vigilância pela enfermagem ou assistente operacional, procurando- se sempre respeitar a intimidade e não interferir com o descansado de cada um.


Despertar e Recolher

  • O despertar deve ocorrer até às 08h45;
  • A higiene é matinal e, caso seja necessário, será acompanhada por enfermeiro do serviço e/ou assistente operacional;
  • Os pacientes internados recolhem aos quartos até às 22h:00;
  • As televisões dos quartos são desligadas às 22h:30.

Visitas

  • Cabe ao paciente definir quem o pode visitar, devendo para tal indicar à data da sua admissão os respetivos nomes dos visitantes autorizados;
  • Compete ao Médico Assistente, com consentimento do paciente, definir a possibilidade e o número de visitas diárias;
  • Quando autorizadas, estas devem ocorrer entre as 16h:30 e as 17h:30 e entre as 18h:30 e as 19h:30;
  • Se for impossível ao visitante estar presente neste horário, ficará à consideração da enfermagem o melhor período de visita extra horário;
  • Os visitantes podem acompanhar os pacientes no terraço da Unidade (piso 2), na sala de convívio e, com autorização do enfermeiro, aceder ao quarto do paciente;
  • Com a devida autorização médica, em casos excecionais, um familiar poderá pernoitar junto ao paciente, no seu quarto, se este for um quarto individual, por um máximo de 2 noites, devendo a sua permanência durante o dia na Unidade, respeitar o horário de visitas;
  • As visitas por crianças com menos de 12 anos, carecem de autorização prévia pelo médico/enfermeiro.

Informações Sobre o Estado Clínico do Paciente

  • Além da evolução clínica do paciente (favorável ou não), nenhuma outra informação clínica ou pessoal será fornecida a familiares ou amigos sem o consentimento expresso do paciente;
  • A informação prestada à família é feita em consulta, na presença do paciente.

Tabaco e Outros Consumos

  • Não é permitido o consumo de álcool, de drogas, ou qualquer medicamento não prescrito ou autorizado pelo Médico Assistente;
  • Só é permitido fumar no terraço da Unidade (piso 2), nas varandas da sala de convívio e fora do edifício da Unidade de Internamento (piso 0);
  • Não é permitido fumar nas varandas dos quartos;
  • Os isqueiros estão disponíveis nos locais onde se pode fumar, de uma forma segura, sem que possam sair do local com o paciente;
  • Antes de se deitarem, os pacientes devem entregar o tabaco ao enfermeiro do serviço.

Assistência Médica Psiquiátrica

  • De segunda a quinta-feira, entre as 9:00h e as 13:00h a consulta com o médico psiquiatra é possível no internamento;
  • Durante o período da tarde e da noite a observação psiquiátrica fica restrita a situações de urgência; havendo necessidade de intervenção do psiquiatra durante este período, esta poderá ocorrer por contacto telefónico com a enfermagem 24 horas/dia.

Fotos e Gravações

É expressamente proibido fotografar e gravar vídeo ou áudio dentro da Unidade Believe, exceto se tal estiver enquadrado nas atividades terapêuticas e existir o consentimento de todos os envolvidos.


Assistência Médica Não Psiquiátrica e Realização de Exames

Caso seja necessária: 
A) assistência médica, por razões não psiquiátricas, ou B) realização de exames médicos, entre outros, estas são asseguradas preferencialmente na Clínica Particular SIIPEMOR e, caso tal não seja possível, no Hospital Particular de Gambelas.


Alta e Orientações Pós-Alta 

É prestada pelo Médico Assistente de 2ª a 6ª feira-feira entre as 09h:00 e as 13h:00, excecionalmente poderá ser prestada até às 17h:00 se o psiquiatra se encontrar na Unidade.

Em caso de exigência de alta clínica fora do horário definido (sem parecer médico):

  • a enfermagem fará uma breve avaliação da situação clínica do paciente;
  • é feito o contato pelo enfermeiro com o médico explicando a situação.


a) se não houver indicadores de risco é dada alta contra parecer médico;

b) se o médico considerar estarem reunidos os pressupostos previstos no ponto 1 do nº 12, da Lei de Saúde Mental (LSM, Lei n.º 36/98, de 24/07) que regula o Internamento Compulsivo [“o portador de anomalia psíquica grave que crie, por força dela, uma situação de perigo para bens jurídicos, de relevante valor, próprios ou alheios, de natureza pessoal ou patrimonial, e recuse submeter-se ao necessário tratamento médico pode ser internado em estabelecimento adequado.”], após serem asseguradas as devidas medidas de segurança (contenção química e física, caso necessário), o paciente deverá ser conduzido ao Serviço de Urgência do Hospital Público da respetiva área de residência, onde será efetuada, conforme previsto na LSM, a sua Avaliação Clínico Psiquiátrica de Urgência.

Alta contra parecer médico
Segue o definido em a) e b).

Alta por abandono
Dependendo da situação clínica e familiar do paciente poderá, ou não, ser feita comunicação do abandono às autoridades.


Orientações Pós-Alta 

Por agora não é possível assegurar a implementação do Programa Belive em ambulatório com todas as modalidades terapêuticas que oferecemos no internamento. Contudo, após a alta-clínica os seguimentos psiquiátrico e psicológico respeitando a filosofia Believe, prosseguirão em contexto de consulta externa, se o paciente o desejar. É ainda nossa pretensão vir a criar Grupos Terapêuticos de ex-pacientes e seus familiares que funcionarão na Unidade.  


Referenciação 

A Referenciação pode ser realizada de forma direta:

  • A partir da consulta externa, pelo psiquiatra ou psicólogo da Equipa Believe;
  • A partir do Atendimento Permanente do Hospital Particular de Gambelas ou do Hospital Particular de Alvor, contanto que sejam cumpridos os critérios de internamento que estão devidamente afixados nessas Unidades.

A Referenciação pode ser realizada de forma indireta e por isso ficar condicionada:

  • Após contato inicial com o secretariado da Unidade Believe, conhecidas as normas e os custos na Unidade. A proposta será sujeita à avaliação por um elemento da Equipa e a resposta dada em 24 horas;
  • Pelo Médico Família, outros médicos ou psicólogos;
  • Pelo próprio ou pela sua família.

Caso deseje proceder a internamento pode contactar o secretariado da Unidade Believe, do qual obterá no prazo máximo de 24 horas uma resposta e mais informações. Submeta o seguinte formulário.

Formulário de Contacto


Admissão

  • O atendimento do paciente é efetuado pelo serviço de receção da Unidade ou do Atendimento Permanente da Clínica Particular SIIPEMOR onde é aberto o processo administrativo;
  • No ato da admissão são necessários os seguintes documentos: cartão de cidadão/BI /passaporte e cartão de contribuinte;
  • No caso de internamento deve ser paga caução, cujo valor é calculado de acordo com o tipo de tratamento e número de dias previsto;
  • O paciente deve assinar (ou trazer já assinado) o consentimento informado sobre o internamento e suas as normas.

Destinatários

Esta Unidade destina-se a adultos que careçam de internamento por doença psiquiátrica.

Trata-se de um internamento para adultos de todos os géneros e as atividades previstas pelo Programa Terapêutico Believe requerem para a sua realização um ambiente calmo e tranquilo. Por esta razão definimos alguns critérios de exclusão. Nesta Unidade não são admitidas situações sem que seja prestado o consentimento voluntário, e casos de grave descompensação psiquiátrica com agitação psicomotora acentuada, agressividade auto e heterodirigida e/ou a presença de sintomas psicóticos agudos com critérios de risco.

Tratamos casos de depressão e de ansiedade como as perturbações obsessivo-compulsiva, pós-stresse traumático, fobia social, pânico, ansiedade generalizada e a síndrome de Burnout. Recebemos e trabalhamos problemas de personalidade e do comportamento, como a impulsividade, as automutilações, as intoxicações medicamentosas, e as perturbações alimentares. Nos casos de abuso de substâncias, como o álcool e outras adições, contamos também com o apoio próximo da Medicina Interna sobretudo na fase de abstinência.


Tratamentos

  • O internamento na Unidade Believe oferece uma agenda diária, definida para os sete dias da semana, com várias modalidades terapêuticas, individuais e em grupo, ministradas num ambiente securizante, calmo e tranquilo, afastado do stresse e das distrações da vida diária;
  • Na sua estrutura o Programa Terapêutico Believe integra vários elementos de protocolos terapêuticos clássicos e recentes, atualizados num formato humanizado e inovador que ilustra a experiência clínica de sucesso da Equipa. Trata-se de um programa flexível que permite o acompanhamento psicológico próximo e personalizado, caso a caso, respeitando a problemática em causa e suas especificidades, a realidade sócio cultural do indivíduo e o seu sistema de crenças e de convicções;
  • O tratamento farmacológico é usado seletivamente sempre que necessário e consentido;
  • Diariamente, além do acompanhamento psiquiátrico e psicológico individual, em contexto de grupo decorrem sessões diárias integradas nos Programas de Terapia de Grupo e de Hipnose Clínica cujo conteúdo é único e original na Unidade Believe. Ainda, em função da agenda definida semanalmente, decorrem sessões de psicoeducação, de videoterapia, de arteterapia, de meditação e de relaxamento.

Protocolos Terapêuticos

Os protocolos terapêuticos têm o nosso cunho pessoal, fruto da experiência clínica que empiricamente fomos adquirindo. E claro, a nossa prática clínica, sempre movida pelas dificuldades e necessidades de quem nos procura, foi sendo enriquecida ao longo dos anos pelo estudo e observação das orientações e intervenções de vários autores reconhecidos nestas áreas. 

O protocolo da Hipnose Clínica da Unidade foi desenvolvido pela Dr.ª Cristina Miguel. As suas influências nesta técnica, revêm dos trabalhos do hipnoterapeuta português Mário Rui Santos e dos mestres de hipnose Milton Erickson, Brian Weiss, Sofia Bauer, Louise Hay e Marisa Peer. Todas as sugestões implícitas nas sessões de hipnose do protocolo facilitam a aquisição dos recursos internos propostos pelo Programa Terapêutico Believe.

A Dr.ª La Salete Santos é responsável pelo protocolo da Terapia de Grupo. Para este fim apoiou-se no trabalho desenvolvido pelos psiquiatras britânicos Sidney Block e MarK Aveline, na teoria transpessoal do Neo-Freudiano Harry Sullivan e na teoria Existencial de Irvin Yalom.


Links Úteis

Associação Portuguesa de Familiares e Amigos dos Doente com Alzheimer

Associação de Apoio aos Doentes Depressivos e Bipolares: ADEB

APORTA / Associação dos Portadores de Transtornos de Ansiedade

Alcoólicos anónimos

Associação Domus Mater / Familiares e Amigos de Doentes com Perturbação Obsessivo Compulsiva

AFARPA / Associação de Familiares e Amigos dos Doentes Psicóticos

Horizonte Aberto/ Associação de Familiares e Amigos dos Doentes Psicóticos

AFADAB / Associação dos Familiares e Amigos dos Doentes Anoréticos e Bulímicos

G.A.TO. – Grupo de Ajuda a Toxicodependentes

Sociedade Portuguesa de Arte-terapia

National Empowerment Center

FNERDM/ Federação Nacional de Entidades da Reabilitação do Doentes Mentais

World Federation for Mental Health

Direção Geral de Saúde

Associação de Hipnose Clínica de Portugal

MRS Hipnose Clínica

b

EQUIPA

CLÍNICA PARTICULAR SIIPEMOR

Direção Clínica da Unidade Believe
Dr.ª Cristina Miguel

 

Médica Psiquiatra
Dr.ª Cristina Miguel

 

Psicóloga Clínica
Dr.ª La Salete Santos 

Equipa de Enfermagem

Terapeuta Ocupacional

Administrativo


Contactos úteis

Abraço
Tlf. 800 225 115

APAV - Associação Portuguesa de Apoio à Vítima
Tlf. 707 200 077

Intoxicações e Envenenamentos
Tlf. 808 250 143

SOS Estudante
Tlf. 808 200 204; 969 554 545

SOS Voz Amiga
Tlf. 213 544 545 / 912 802 669