tempos médios de espera

Hospital Particular Alvor

00h52m

Atendimento Permanente

Hospital Particular Gambelas

00h18m

Atendimento Permanente

00h33m

Pediatria

Madeira Medical Center

00h03m

Atendimento Permanente

Notícias

Comer ovos aumenta o colesterol e o risco de desenvolver doença cardiovascular?

Comer ovos aumenta o colesterol e o risco de desenvolver doença cardiovascular? Tire as dúvidas com a nossa nutricionista Dra. Ana Rita Horta.

Durante décadas, o ovo foi considerado um alimento “vilão”, pois o seu consumo alegadamente faria aumentar os níveis de colesterol sanguíneo, aumentando assim o risco de doença cardiovascular. Mas, desde há uns anos, essa conceção mudou, pois inúmeros estudos vieram comprovar exatamente o contrário: o ovo tem ação cardio-protetora, anti-inflamatória e antioxidante, atuando até como protetor neural.
O ovo é uma fonte de proteína animal e é considerado alimento referência, comparável ao leite materno. É rico em vitaminas (uma delas a vitamina D, responsável pela deposição do cálcio ósseo), minerais (ferro e zinco, importantes na função imunitária), proteínas (albumina, relacionada com o ganho de massa muscular, regeneração da célula e manutenção da imunidade) e também em antioxidantes (vitamina E, colina, biotina e carotenoides). Estes últimos, além de conferirem cor à gema, atuam também como agentes anti-inflamatórios e antioxidantes. Em relação ao teor de colesterol adicional fornecido pelo ovo, salvo raras exceções (diabetes, níveis elevados de LDL), parece não fazer aumentar o colesterol sanguíneo em indivíduos saudáveis. Por esse motivo, a American Heart Association corrigiu as suas recomendações relativas ao consumo de ovos: “Não existe atualmente uma recomendação específica de quantidade de gemas que uma pessoa pode consumir por semana”. O ovo é delicioso, prático e saudável. Ingira-o, pela sua saúde! Pense Fora da Caixa… Dos Mitos Alimentares. Uma edição das nossas nutricionistas.