tempos médios de espera

Hospital Particular Alvor

00h03m

Atendimento Permanente

Hospital Particular Gambelas

00h13m

Atendimento Permanente

Madeira Medical Center

00h01m

Atendimento Permanente

Notícias

Já em fase decrescente para sinalizarmos o Dia Mundial da Diabetes nada mais adequado do que falarmos de Pré-Diabetes

Estima-se que existam em Portugal mais de 2 milhões de pessoas com Pré-Diabetes, também conhecida por hiperglicemia intermédia. Este número merece atenção, vigilância e rastreio, sobretudo nos tempos difíceis que vivemos.
O termo Pré-Diabetes é mencionado quando uma pessoa tem os valores de glicemia elevados, mas não o suficiente para ser confirmado o diagnóstico de Diabetes Tipo 2. 
Pensa-se que uma grande percentagem de diabéticos tipo 2 viveram previamente uma fase de Pré-Diabetes, a maior parte das vezes sem sintomas ou com sintomas irrelevantes.
Por outro lado, acredita-se que se atuarmos na fase de Pré-Diabetes poderemos impedir a progressão para a Diabetes propriamente dita.

Esteja então vigilante:

  • Ter mais sede que o habitual. Os valores aumentados de glicemia estão associados ao aumento da sede.
  • Ter mais vontade para urinar. Isto acontece porque o aumento da glicemia faz aumentar o funcionamento do rim, numa tentativa de eliminar esse excesso de açúcar.
  • Visão desfocada. Com o aumento da glicose podem surgir alterações da visão, aliás um dos sintomas mais frequentes da Diabetes Tipo 2, mas também da Pré-Diabetes.
  • Sentir-se mais fatigado. Apesar da Pré-Diabetes significar um aumento de glicemia no sangue, pode ocorrer uma diminuição de insulina no organismo que se repercutirá no funcionamento muscular. Isto é, os músculos não conseguem utilizar de forma adequada o açúcar circulante e, transformá-lo em energia para o desenvolvimento das atividades diárias.

Se possui um perfil de risco para o desenvolvimento de Diabetes Tipo 2 ou de doença cardiovascular e se já teve medições irregulares de glicemia, esteja atento aos sintomas e, sobretudo faça um acompanhamento regular com o seu médico.

Poderá evitar não só o desenvolvimento da doença, mas também muitas das complicações que esta condição acarreta. 

 

Ver vídeos | Continente                                        

 

Ver vídeos | Madeira                                        

11 de Novembro de 2020