tempos médios de espera

Hospital Particular Alvor

00h31m

Atendimento Permanente

Hospital Particular Gambelas

00h37m

Atendimento Permanente

Superior a 1H30

Pediatria

Hospital Particular da Madeira

00h37m

Atendimento Permanente

00h07m

Pediatria

Madeira Medical Center

00h06m

Atendimento Permanente

Notícias

Prevenir e Rastrear. Sempre | Dia Nacional do Cancro Digestivo

O MICROBIOMA E A SAÚDE DIGESTIVA

Ter uma dieta equilibrada, praticar exercício físico de forma regular, evitar e corrigir a obesidade e fazer consultas periódicas com o gastrenterologista são os pilares para prevenir doenças e garantir uma boa saúde digestiva, a par do diagnóstico precoce – dado por análises, colonoscopias e endoscopias - considerada a forma mais eficaz de reduzir a mortalidade, nomeadamente do cancro.

No que respeita à alimentação, a sua importância está relacionada com o microbioma intestinal.

À semelhança do genoma humano, o microbioma intestinal representa o património genético dos microrganismos que vivem connosco: um ecossistema de mais de 100 triliões (bactérias na maioria) que habita o nosso sistema digestivo; segundo os cientistas, um valor superior às estrelas observáveis no universo.

Sabe-se atualmente que esses microrganismos podem ajudar a prevenir e regular infeções em todo o organismo, desde problemas respiratórios, doenças metabólicas, inflamatórias, do trato urinário, alergias, ou mesmo doenças do próprio intestino.

A composição do microbioma evolui ao longo da vida, sendo o resultado de diferentes influências externas. Uma dieta diversificada, associada a hábitos de vida saudável, terá um impacto positivo no aparelho digestivo, favorecendo o aumento da presença de bactérias protetoras.

Também o consumo de pré-bióticos e probióticos ajuda a otimizar o microbioma; os pré-bióticos funcionam como o alimento para os micro-organismos, estando presentes em vegetais e frutas (por ex. alho, cebola, espargos, tomate, banana, ameixa, maçã, nozes, amêndoas, grãos e cereais como farelo).

Por seu lado, os probióticos são micro-organismos que oferecem benefícios para a saúde, desde o conforto digestivo, à regulação do sistema imunitário, compensando agressões externas como o stress, a má alimentação ou a toma de antibióticos. Grande parte dos probióticos são originários das bactérias usadas habitualmente para fermentar alimentos, como os que se encontram nos iogurtes e leites fermentados.

Desta forma, o que comemos diariamente não alimenta apenas o nosso corpo, mas nutre também triliões de microrganismos que habitam o nosso tubo digestivo e sem os quais seria difícil sobreviver.

30 de Setembro de 2021