tempos médios de espera

Clínica Particular AlgarveShopping

00h16m

Atendimento Permanente

Clínica Particular de Vilamoura

00h15m

Atendimento Permanente

Centro Médico Internacional VRSA

00h00m

Atendimento Permanente

Hospital São Camilo Portimão

00h00m

Atendimento Permanente

Clínica Particular SIIPEMOR

00h00m

Pediatria

Clídis – Clínica de Diagnósticos de Sines

00h00m

Atendimento Permanente

Medicina Desportiva


A prática da Medicina Desportiva do Hospital Particular do Algarve é dirigida a atletas de alta competição, atletas amadores, ao praticante casual, séniores ou júniores de qualquer modalidade.

  • Atletismo;
  • Golfe;
  • Futebol;
  • Ginástica;
  • Rubgy;
  • Ciclismo e BTT;
  • Natação;
  • Voleibol;
  • Futsal;
  • Andebol;
  • Ténis;
  • Badminton;
  • Canoagem;
  • Desportos de combate;
  • Ballet;
  • Basquetebol.

A equipa multiprofissional de Medicina Desportiva constitui um grupo dinâmico e vocacionado para o atendimento e resolução objetiva das lesões desportivas através de técnicas inovadoras de diagnóstico, terapêuticas conservadoras e/ou cirúrgicas.

EQUIPA MULTIPROFISSIONAL 

  • Fisiatria;
  • Ortopedia;
  • Clínica Geral;
  • Radiologia Musculo-Esquelética;
  • Fisioterapia;
  • Preparador Físico;
  • Psicologia / Coaching;
  • Nutrição.

 

BASE METODOLÓGICA

  • Clínica do Aparelho Locomotor;
  • Biomecânica e Cinesiologia;
  • Exercício Terapêutico;
  • Análise do Movimento;
  • Técnicas Minimamente Invasivas.

 


1ª Fase

  • Diagnóstico;
  • Avaliação Funcional;
  • Planeamento da Intervenção.

2ª Fase

  • Reabilitação;
  • Performance;
  • Prevenção;
  • Tratamento Médico Conservador;
  • Tratamento Cirúrgico.

DIAGNÓSTICO

CONSULTA MÉDICA

AVALIAÇÃO DO RISCO CARDIOVASCULAR

 

DIAGNÓSTICO IMAGIOLÓGICO

A avaliação imagiológica tem impacto no diagnóstico e tratamento de lesões desportivas.

  • Raio-X;
  • Ecografia alta resolução;
  • TAC;
  • Artro-TAC;
  • RMN;
  • Artro-RMN.
     

O QUE PEDIR?

  1. Exame base: Radiografia;
  2. Lesões de tecidos moles: Ecografia ou RM;
  3. Fracturas (diagnóstico e follow-up), estudos biométricos: TC;
  4. Lesões de stress (diagnóstico e follow-up): RM;
  5. Lesões articulares: RM (ou artro-TC / artro-RM);
  6. Radiografia e ecografia negativas: RM.
     

ECOGRAFIA (ECO)

  • Estruturas superficiais;
  • Músculo e tendão – 30% lesões desportivas;
  • Lesão muscular: diagnóstico, follow-up e reconhecimento de complicações;
  • Estudo dinâmico, sonopalpação;
  • Comparação contralateral;
  • Barato, sem radiação.
     

ARTRO-RM

  • RM após injecção articular de contraste;
  • Distensão capsular;
  • Indicações principais:
    • Patologia labral ombro e anca;
    • Coifa dos rotadores;
    • Lesões osteocondrais e corpos livres intra-articulares;
    • Ligamentos intrínsecos do punho e fibrocartilagem triangular;
    • Suspeita de ruptura de menisco operado.

AVALIAÇÃO FUNCIONAL GFI

20 Testes Funcionais

  • 10 Mobilidade & Estabilidade;
  • 10 Força & Coordenação.

Limitações Físicas

  • Défices Funcionais;
  • Perda de Mobilidade Articular.

 

QUANDO PEDIR IMAGEM?

  1. Dúvida diagnóstica;
  2. Pressão temporal – diagnóstico correto e início imediato de tratamento adequado;
  3. Fornecer ao atleta evidência visual da sua lesão – adesão ao tratamento;
  4. Decisão: Tratamento conservador vs. Cirúrgico;
  5. Insucesso do tratamento conservador.

 

RADIOGRAFIA (RX)

  • Exame base (2 planos perpendiculares), incidências especiais;
  • Osso: fracturas, alterações degenerativas.

 

TOMOGRAFIA COMPUTORIZADA (TC)

  • Excelente resolução para estruturas ósseas;
  • Caracterização de fracturas complexas e complicações de fracturas;
  • Reconstrução 3D;
  • Alterações discais e ósseas da coluna vertebral;

 

ARTRO-TC

  • TC após injecção articular de contraste;
  • Estudo da superfície da cartilagem articular, meniscos, labrum;
  • Alternativa à RM:
    • Maior resolução espacial e detalhe anatómico;
    • Menor resolução tecidual.

 

RESSONÂNCIA MAGNÉTICA (RM)

  • Excelente resolução tecidual;
  • Boa resolução espacial;
  • Técnica mais completa – osso, cartilagem, ligamento, tendão, menisco, músculo, sinovial...

TRATAMENTO

CONTROLO DA DOR

Técnicas minimamente invasivas
  • O interesse e a progressiva aposta nas técnicas guiadas por imagem, nomeadamente nas Técnicas Ecoguidas e Fluoroguiadas, permite uma aproximação da clínica com a imagem levando a uma melhor precisão na injeção, o que se traduz por um acréscimo na eficácia, na rentabilidade e na compliance médico-doente-tratamento. 

 

TÉCNICAS GUIADAS POR FLUROSCOPIA

Bloqueios anestésicos / Córtico-anestésicas 
  • Facetas Articulares Lombares;
  • Epidural Transforaminal Lombar (Ciatalgia);
  • Anca.
Viscossuplementação  
  • Articulações.

 

REABILITAÇÃO E PERFORMANCE 

  • Exercício Terapêutico:
  • Mobilidade Articular:
  • Treino Funcional:
  • Treino de Força:
  • Treino Isoinercial:

TÉCNICAS GUIADAS POR ECOGRAFIA

Bloqueios anestésicos / Córtico-anestésicas 
  • Articulares;
  • Peri-articulares;
  • Partes moles;
  • Pontos gatilho / Síndrome miofasciai.
Injeção de Plasma Rico em Plaquetas (PRP)  
  • Tendão e Ligamento;
  • Músculo; Articulações.
Viscossuplementação  
  • Articulações.
Punção Seca / Mesoterapia / Proloterapia 
  • Partes Moles.
Toxina botulínica  
  • Síndrome Miofascial;
  • Bloqueios de nervo periférico.
Barbotage 
  • Tendinopatia calficifante.
Hidrodilatação  
  • Capsulite Adesiva;
  • Tendinopatia do Aquiles - porção média.

 


TRATAMENTO CIRÚRGICO

Tratamento de traumatologia desportiva e lesões de overuse por via artroscopica, mini-invasiva e clássica.

PÉ E TORNOZELO:
  • Tendinopatia insercional e não insercional do tendão de Aquiles;
  • Doença de Haglund;
  • Instabilidade ligamentar lateral;
  • Instabilidade da sindesmose tibioperoneal;
  • Tendinopatia e instabilidade dos peroneais;
  • Impingement anterior e posterior;
  • Lesões osteocondrais.
OMBRO:
  • Instabilidade glenoumeral e lesões da longa porção do bicípite braquial;
  • Conflito subacromial;
  • Tendinopatia e roturas da coifa dos rotadores.
JOELHO:
  • Instabilidade patelofemoral;
  • Rotura do ligamento cruzado anterior;
  • Roturas meniscais;
  • Lesão de cartilagem.

PACOTES FUNCIONAIS

1 - AVALIAÇÃO MÉDICA

  • Consulta Médica;
  • Avaliação Funcional GFI;
  • Avaliação do risco cardiovascular.
     

3 - PACOTE DE PERFORMANCE OU PREVENÇÃO

  • Consulta Médica;
  • Avaliação Funcional GFI;
  • Programa de performance:
    • 24 sessões (3 meses);
    • 48 sessões (6 meses);
  • Reavaliação Médica.

 

2 - PACOTE DE REABILITAÇÃO FUNCIONAL

  • Consulta Médica;
  • Avaliação Funcional GFI;
  • Programa de exercício terapêutico:
    • 4 sessões (2 semanas);
    • 8 sessões (4 semanas);
    • 12 sessões (6 semanas);
  • Reavaliação Médica.
     

4 - PACOTE DE PERFORMANCE JÚNIOR (<18a.)

  • Consulta Médica;
  • Avaliação Funcional GFI;
  • Programa de Força e Alongamento:
    • 8 sessões (1 mês);
    • 24 sessões (3 meses);
  • Reavaliação Médica.

especialidade disponível nas unidades

  • Hospital Particular do Algarve - Alvor
  • Hospital Particular do Algarve - Gambelas
  • Clínica Particular de Vilamoura
  • Centro Médico Internacional - VRSA
  • Clínica Particular do Algarve - Loulé

médicos

Hospital Particular do Algarve - Alvor

Hospital Particular do Algarve - Gambelas

Clínica Particular de Vilamoura

Centro Médico Internacional - VRSA

Clínica Particular do Algarve - Loulé