tempos médios de espera

Hospital Particular Alvor

00h03m

Atendimento Permanente

Hospital Particular Gambelas

00h13m

Atendimento Permanente

Madeira Medical Center

00h01m

Atendimento Permanente

Enfª Patrícia Sancho

Especialista em Saúde Materna e Obstetrícia
Doutora em Ciências 
da Educação
Responsável Maternidade 
HPA - Gambelas

A liberdade de movimentos no trabalho de parto

HPA Magazine 10

 

Aquando de um trabalho de parto ocorrem inúmeras alterações no corpo e mente da mulher grávida, há uma reunião de fatores hormonais, físicos e emocionais que se juntam para ajudar o bebé a nascer. 
Quanto mais adequado, confortável e seguro for o ambiente onde decorre o trabalho de parto melhor a resposta do corpo da mulher durante este processo e mais satisfação tem a parturiente. 
Assim, uma das medidas favoráveis a um trabalho de parto natural é a mulher assumir liberdade de movimentos, escolhendo posições e posturas que ajudem a viver o período de dilatação da forma mais tranquila possível.
As posições verticais, como o caminhar; o assumir a verticalidade sentada numa bola suíça ou de amendoim, são excelentes formas de favorecer o trabalho de parto, suavizando-o. Por outro lado respeita a lei da gravidade, melhora a circulação mãe-feto, e potencia a adaptação do feto à pelve da mãe.

 

 


Instintivamente a própria mulher sente necessidade de se mobilizar e ao escutar o seu corpo saberá qual a posição que mãe e feto se sentem mais confortáveis.
Quando uma mulher pode assumir uma liberdade de posições e verticalidade consegue atenuar o desconforto provocado pelas contrações. Assim a liberdade de movimentos contribui para o alívio da dor que possa ser sentida aquando da dilatação.
Este princípio é sempre incentivado e respeitado na nossa Maternidade, desde que a segurança e saúde da mãe e do feto não sejam comprometidas por variados motivos. Assim, todas as mulheres em trabalho de parto podem e devem assumir liberdade de movimentos e verticalidade, sendo que a mesma pode ser condicionada em caso de absoluta necessidade, sendo sempre o motivo devidamente explicado e fundamentado.
E é num ambiente privado, com o acompanhante selecionado pela mãe, que o Serviço de Maternidade oferece a possibilidade de assumir as suas posições favorecedoras, seja ao caminhar, seja com apoio de uma bola, seja aquando do duche, em wc privado e de uma forma sempre segura para a mãe e feto, que o corpo se prepara para o nascimento do bebé – o Parto.