tempos médios de espera

Hospital Particular Alvor

00h03m

Atendimento Permanente

Hospital Particular Gambelas

00h13m

Atendimento Permanente

Madeira Medical Center

00h01m

Atendimento Permanente

Dr. Victor Miranda

Pediatra
Paediatrician

 

As crianças e o sol

HPA Magazine 10

 

As crianças devem viver boa parte do tempo ao ar livre. A exposição solar é benéfica para a produção de vitamina D, essencial ao crescimento saudável dos ossos. 
Porém, a pele das crianças é mais sensível e fina, devendo ser protegida desde cedo, existindo alguns autores a sugerir que as crianças até aos 3 anos não devem ter exposição solar direta.
Os danos causados pela exposição excessiva vão-se acumulando, podendo danificar os olhos e a pele, causando queimaduras solares e aumentando o risco de cancro da pele na idade adulta.
O grau de sensibilidade da pele das crianças é variável. As crianças mais suscetíveis têm pele mais clara, com sinais ou sardas, olhos azuis/verdes, são ruivas ou loiras e têm antecedentes familiares de melanoma.


Que cuidados devemos ter?

  1. Evitar a exposição solar entre as 11 e as 17 horas, pois nesse intervalo a radiação UV é mais intensa. 
  2. Usar protetor solar nas regiões da pele expostas na praia, piscina e em todas as atividades ao ar livre, mesmo em dias encobertos. Deve escolher um produto com proteção contra UVA e UVB, com fator superior a 30 (os fatores mais elevados são mais eficazes na proteção da queimadura solar), resistente à água e hipoalergénico. Até aos 2 anos recomenda-se protetores solares minerais (à base de dióxido de titânio ou óxido de zinco). As crianças que têm sinais ou manchas deverão usar fator de proteção mais elevado.
  3. Aplicar protetor cerca de 30 minutos antes da exposição solar e reaplicar regularmente consoante as necessidades (banhos, transpiração), pelo menos a cada 2 horas. Deverá existir especial atenção para cobrir a totalidade de regiões mais propensas a queimadura solar: face, nariz, orelhas, nuca, ombros, mãos, pés, zonas de flexão.
  4. Abaixo dos 6 meses a criança deve estar sempre à sombra. Pode ser colocado protetor solar nas zonas expostas, pois parte da radiação solar é refletida pela areia, água e piso. 
  5. Os equipamentos mais adequados incluem usar roupa protetora (protegendo braços, tronco e pernas), chapéu de aba larga para proteção da face, nariz, orelhas e nuca, óculos de sol com adequada proteção contra os raios UV.
  6. Reforçar a ingestão de água para evitar desidratação.
  7. Os pais e cuidadores devem dar o exemplo, protegendo-se igualmente de forma adequada.

A educação das crianças para os riscos da exposição solar faz parte das medidas de prevenção infantil, para que possam usufruir das atividades ao ar livre com saúde e segurança.