tempos médios de espera

Hospital Particular Gambelas

Superior a 1H30

Atendimento Permanente

Enfº Carolina Seromenho

Enfermeira de Saúde Materna e Obstetrícia

 

Enfº Carolina Seromenho

Cesariana natural
Uma nova oportunidade

HPA Magazine 16

A maternidade é sem dúvida a fase mais marcante da vida da mulher e do casal. Nela estão contidas diversas experiências, não só físicas, mas também psicológicas, emocionais, sociais e culturais que vão influenciar significativamente todo o processo de adaptação da mulher e família a uma nova realidade.
É na experiência do parto que a grande maioria das mulheres deposita os seus maiores medos, dúvidas e também as maiores expectativas e, por isso é tão importante a sua preparação e discussão durante a gravidez. A elaboração de um plano de parto permite expor não só os seus desejos, mas também as alternativas possíveis, um plano B.


Cesariana natural


 

Ter consciência de um possível plano B, nomeadamente, a necessidade de um parto por cesariana, permitirá amenizar e até prevenir o choque entre o parto idealizado e o parto realizado. Esta consciência promove uma maior aceitação da experiência do parto, protegendo o equilíbrio emocional da mulher, diminuindo assim o possível desenvolvimento de perturbações, como a depressão pós-parto. 
Na tentativa constante de proporcionar uma experiência o mais positiva e plena possível, muitos têm sido os esforços das equipas multidisciplinares e instituições hospitalares, para o desenvolvimento e promoção de medidas mais humanizadas, que respondam aos ideais e expectativas da mulher e do casal e que permitam, acima de tudo, proporcionar e manter segurança às mães e bebés.
Assim, em 2008 surge a primeira definição de cesariana natural, desenvolvida pelo obstetra Nicholas Fisk, em conjunto com a parteira Jenny Smith e a anestesista Felicity Plaat a trabalhar no Queen Charllote´s Hospital, em Londres. A prática desta técnica tem vindo a desenvolver-se por vários países do mundo melhorando a experiência das mulheres submetidas a cesariana sem complicações.

DEFINIÇÃO  
Uma cesariana natural, continua a ser uma técnica cirúrgica, que permite o nascimento do bebé por via abdominal e que cumpre todos os requisitos e protocolos de segurança e prevenção de infeção hospitalar. Mantém os procedimentos técnicos e asséticos de uma cesariana clássica, mas sofreu algumas modificações no ambiente e medidas envolventes, que permitem oferecer às mulheres e casais uma experiência mais positiva, com maior participação e envolvimento no processo de nascimento dos seus filhos. 
Desta forma, são incentivados procedimentos que promovem o vínculo precoce entre mães e bebés, respeitando as diretrizes da OMS quanto à primeira hora pós-parto. O contacto pele a pele precoce na “Golden Hour”, traz vantagens inquestionáveis para ambos, favorece a amamentação precoce e o seu sucesso ao longo do tempo.
É importante referir que a cesariana natural não tem como objetivo substituir o parto natural e muito menos promover o aumento da prática de cesarianas. Ela surge como uma alternativa capaz de proporcionar um ambiente mais tranquilizador, apesar de técnico e, momentos mais prazerosos, humanizados e benéficos para os pais e bebés.
A sua realização estará sempre dependente de uma avaliação médica, do tipo de gravidez e riscos associados, assim como, da recetividade e desejo da grávida.

PROCEDIMENTOS
A equipa multidisciplinar (obstetra, anestesista, enfermeiro e pediatra) irá trabalhar com um objetivo comum: proporcionar um ambiente promotor da participação e bem-estar dos pais no parto e pós-parto imediato.
 · A anestesia loco regional permite que a mulher se mantenha consciente e focada no momento. Os anestesistas farão pequenos ajustes se necessário, e se possível evitarão administrar medicação que possa alterar o seu estado de consciência.
· Algumas equipas podem ainda estar disponíveis para colocar música ambiente escolhida pelos pais, promovendo um ambiente mais descontraído na sala operatória.
· A mulher permanecerá em decúbito dorsal e os seus braços devidamente apoiados. O acompanhante permanecerá junto à cabeça da mulher podendo prestar apoio e preparar-se para capturar fotografias do nascimento, se a equipa assim o permitir. O anestesista ou o enfermeiro de anestesia irão monitorizar os parâmetros vitais, tendo o cuidado de manter a liberdade de movimentos e, aplicando estrategicamente no tórax os elétrodos do eletrocardiograma, permitindo espaço para o contacto pele a pele após o nascimento. 
· A técnica cirúrgica convencional é realizada. Após incisão uterina, o obstetra apoia e estabiliza a cabeça do bebé dentro do útero e irá pedir a colaboração da mulher para o seu nascimento. Esta é incentivada a realizar força ou pressão abdominal, colaborando na exteriorização da cabeça do seu bebé de forma prolongada e em movimentos suaves, promovendo a contração uterina e expulsão do liquido dos pulmões, enquanto o tronco do bebé ainda se encontra a sair do útero e mantendo a circulação placentária, permitindo uma adaptação gradual do bebé ao meio extrauterino.
· É colocado um pano cirúrgico abaixo do tórax, que irá proteger o campo operatório, garantindo a esterilidade do mesmo. Serão utilizados panos transparentes que permitem a visualização de todo o procedimento e que facilitam a comunicação da equipa com a mulher/casal. Poderá assistir-se ao corte do cordão umbilical após o seu clampe tardio, se o mesmo for possível e se for um desejo do casal. É ainda possível tocar no bebé através do pano mantendo-se a assépsia necessária do mesmo.
· O contacto pele a pele será permitido após breve observação do pediatra, garantindo a estabilização inicial do recém-nascido, que será protegido do frio, seco e aquecido, regressando para o peito da mãe, para a pele a pele ainda na sala operatória.
· No recobro a mãe permanecerá em pele a pele com o seu bebé enquanto é vigiada pela equipa, que garante que os seu parâmetros vitais e condição clínica estão livres de complicações. A tríade será transferida para o internamento onde permanecerá em alojamento conjunto.

Queremos proporcionar momentos felizes e inesquecíveis, marcando a vida das famílias de forma positiva e em segurança.

Cesariana natural


 

Cesariana natural


 

Cesariana natural