tempos médios de espera

Hospital Particular Alvor

00h00m

Urgent Care

Hospital Particular Gambelas

Over 1H30

Urgent Care

00h00m

Paediatrics

Hospital Particular da Madeira

01h01m

Urgent Care

00h00m

Paediatrics

Madeira Medical Center

00h00m

Urgent Care

Dr. Aguinaldo Andrade

Ginecologista/Obstetra
Sub especialista de 
Ginecologia Oncológica
e Senologia

Dr. Aguinaldo Andrade

Cancro da mama

O futuro revisitando o passado

HPA Magazine 19

A história do tratamento do cancro da mama acompanha, a evolução da ciência cirúrgica, e esta segue o progresso do conhecimento humano. 
Há uma longa fase empírica, de séculos, e uma fase científica que tem pouco mais de cem anos.  A última e mais importante etapa é a dos derradeiros quarenta anos.
A descoberta do microscópio revolucionou a compreensão das doenças.

 


Cancro da mama


 

Em 1757 Henri François Le Dran, publica: o cancro da mama é uma doença com início local, na glândula mamária, e, a partir daí, através dos canais linfáticos atinge os gânglios axilares só então se disseminando pelo organismo… Estavam criados os fundamentos da mastectomia com esvaziamento axilar.
Generaliza-se o conceito de que é necessário estadiar o cancro da mama para racionalizar o seu tratamento.
Halsted decidiu ressecar em bloco: toda a glândula mamária, mais o músculo grande peitoral e todo o conteúdo axilar.
A esta operação de Halsted, executada pela primeira vez em 1882 no Roosevelt Hospital (Nova Iorque), foi dado o nome de mastectomia radical e perdurou até aos anos 70 do século passado.
Em 1971 houve uma mudança de paradigma baseada no estudo de Fischer, em que se concluiu que o cancro da mama é uma doença sistémica.
Em 1906 é publicado em Boston o primeiro trabalho sobre uma nova modalidade terapêutica no combate ao cancro da mama: a radioterapia.
Ao lado de algumas curas espectaculares apareciam as complicações resultantes de doses indiscriminadas de Raios X que, por essa altura, eram aplicados numa única sessão levando mesmo à morte das doentes. Só em 1911 Claude Regaud (1870-1941), de Paris, concebe a radioterapia em doses fraccionadas. Atualmente já se realiza a radioterapia intraoperatória em dose única. O Grupo de Senologia do Hospital Particular do Algarve foi pioneira no tratamento por radioterapia intra-operatória do cancro da mama em toda a zona sul do país.
É necessário informar que a mamografia não previne o cancro da mama, sendo necessário repetir por isso o exame a intervalos regulares. O rastreio do cancro da mama com mamografia permite detetar lesões de 2 a 3 mm. Para estudo destas pequeníssimas lesões é necessária uma metodologia especial. O Hospital Particular do Algarve é a única entidade privada de saúde em todo o sul do país a efetuar marcação estereotaxica das lesões infra clínicas da mama. 
O progresso na compreensão da biologia do tumor permitiu a tomada de decisões de tratamento personalizado. A radicalidade da cirurgia mamária deu lugar à cirurgia oncoplástica com melhores resultados estéticos e com melhor prognóstico.

CANCRO DA MAMA – O FUTURO
Medicina Personalizada “Não há doenças e sim, doentes”.
Não é possível cuidar do corpo das pessoas sem cuidar das suas mentes. É dever de todos os médicos, ouvir os nossos doentes e fazer parte das emoções daqueles que tratamos todos os dias (Umberto Veronessi).
Daí a importância de haver um grupo interdisciplinar para abordagem das doenças da mama, como a Unidade da Mama do nosso Hospital.