tempos médios de espera

Hospital Particular Alvor

Over 1H30

Urgent Care

Hospital Particular Gambelas

Over 1H30

Urgent Care

00h00m

Paediatrics

Hospital Particular da Madeira

00h00m

Paediatrics

01h09m

Urgent Care

Madeira Medical Center

00h00m

Urgent Care

Dra. Fabiola Murta

Dra. Fabiola Murta 

Cirurgiã Oculoplástica - Oftalmologista

Cirurgia Oculoplástica

HPA Magazine 21 // 2024

 

Oculoplástica, uma nomenclatura que provavelmente soa estranho, refere-se à sub especialidade em oftalmologia que trata cirurgicamente dos dois terços superiores da face, corrigindo condições funcionais, estéticas e assimétricas que alteram a área ao redor dos olhos.  Esta subespecialidade oferece tratamento cirúrgico altamente especializado a condições que afetam as pálpebras e sobrancelhas, as órbitas (cavidades onde os olhos se alojam), os olhos lacrimejantes, as condições da cavidade orbitária (incluindo implante de prótese ocular), e a região ao redor dos olhos, desde a bochecha até a fronte, restaurando não somente a função destas estruturas mas melhorando a sua estética.

 



 

Apesar da oculoplástica possuir as suas sociedades profissionais e científicas em todo o mundo, existem poucos profissionais que a exercem, deixando parte da população sem assistência nesta área.  A Dra. Fabiola Murta é uma das poucas profissionais especializada nesta área que agora exerce no Algarve. A oculoplástica oferece um conjunto de cirurgias incluindo desde correção funcional à correção estética. No campo das condições funcionais desta área, a Dra. Fabiola Murta realiza tratamento das assimetrias e mal posicionamento das pálpebras, como se observa na queda palpebral superior (ptose) ou mal posição da pálpebra inferior (entrópio e ectrópio). A ptose palpebral (Fig. 1, 2, 3 e 4) pode acontecer com a idade, em portadores crónicos de lentes de contacto, mas também em crianças, como uma forma congénita e em outras condições clínicas mais raras. A ptose palpebral pode ser corrigida cirurgicamente por um cirurgião oculoplástico que escolherá a melhor técnica de acordo com o tipo de ptose, atingindo excelentes resultados funcional e estético. Assim, também podem ser corrigidos os mal posicionamentos das pálpebras inferiores como nos entrópios e ectrópios que causam respetivamente inversão e eversão destas. Ambas as condições são causas de grande desconforto ocular e podem deixar sequelas na visão, se não corrigidas cirurgicamente (Fig. 5).
Entre o arsenal de cirurgias das pálpebras a Dra. Fabiola Murta também trata tumores benignos e malignos palpebrais e ao redor dos olhos, através de excisão cirúrgica do tumor, associada à reconstrução das pálpebras (Fig. 6, 7 e 8), executando cirurgias complexas que muitas vezes necessitam de enxertos e retalhos dos tecidos locais.  
No campo da reconstrução palpebral incluem-se também os casos de trauma ocular, tanto na fase aguda como na fase de sequela (Fig. 9 e 10). Outras cirurgias funcionais incluem cirurgias para minimizar os distúrbios oculares e a assimetria causados pelas paralisias faciais (Fig. 11); cirurgia de correção do olho lacrimejante, nos caso de obstrução da drenagem lacrimal em adultos e crianças (Fig. 12) por via endonasal ou externa; tratamento dos espasmos das pálpebras (blefaroespasmo e espasmo hemifacial); tratamento clínico e cirúrgico dos calázios, blefarites e olho seco; tratamento clínico e cirúrgico das doenças da órbita, tais como a oftalmopatia de Graves e as lesões da órbita e da glândula lacrimal, tanto benignas quanto malignas (Fig. 13 e 14).
Dentro do espectro das correções estéticas nesta área, a Dra. Fabiola Murta não só executa cirurgia da blefaroplastia superior para corrigir o excesso de pele palpebral (Fig. 15) e tratamento das bolsas de gordura e flacidez das pálpebras inferiores (Fig. 16), como também realiza a cirurgia de lifting das sobrancelhas e da bochecha. Estas cirurgias não se limitam apenas à redução da aparência de cansaço constante e fisionomia de tristeza, características desta condição, mas também reduzem sintomas oculares, tais como o cansaço visual, a dor de cabeça devido ao esforço muscular em manter os olhos abertos, a irritação e lacrimejamento e a restrição do campo visual causados por estas disfunções. É sabido que estes sintomas têm efeito negativo na qualidade de vida dos doentes, em particular na restrição do campo visual que interfere diretamente na independência do doente, especialmente na segurança em conduzir um automóvel.  Como um todo estas cirurgias melhoram a qualidade de vida do doente, o que não é de subestimar. Como o cirurgião oculoplástico é primariamente um oftalmologista, o seu objetivo principal é preservar a função visual e a proteção ocular, aspetos que podem ser pouco valorizados por outras especialidades, mas que são determinantes para os pacientes.  A Dra. Fabiola Murta adquiriu vasta experiência em cirurgia de pálpebras da população oriental e asiática quando trabalhou em São Paulo e em Londres, em especial na chamada cirurgia de “ocidentalização da pálpebra” ou “double eyelid surgery” que é muito requisitada pela população feminina de origem oriental. Possui também vasta experiência em cirurgias para correção de assimetrias do terço superior da face, incluindo cirurgia endoscópica de lifting das sobrancelhas (Fig. 17), assim como tratamentos menos invasivos, como a elevação direta das sobrancelhas e injeções de toxina botulínica, melhorando a aparência e consequentemente a autoestima. A Dra. Fabiola Murta especializou os seus conhecimentos com a formação em Medicina Estética pela escola pioneira do Professor Bartoletti na Itália, onde adquiriu experiência na utilização de laserterapia na região periocular e facial, dando-lhe segurança e destreza na associação de tratamentos num único procedimento para otimizar os resultados cirúrgicos, oferecendo assim comodidade ao paciente, ao reduzir o período de recuperação pós-operatória num único evento cirúrgico, ao invés de dois, como no caso da “blefaroplastia plus”. Portanto, as cirurgias de blefaroplastia realizadas pela Dra. Fabiola são personalizadas de acordo com o género, etnia, características anatómicas individuais e expectativa do paciente, sempre dentro de uma perspetiva realística e segura, objetivando um olhar natural e, tendo sempre como princípio básico a proteção dos olhos e a sua função. Assente nestes princípios, para a Dra. Fabiola “a cirurgia oculoplástica permite ajudar o paciente a sentir-se bem com a aparência do seu olhar, melhorando e dignificando o auto reconhecimento da sua imagem, porém protegendo sempre os olhos”. Esta abordagem na prática médica da Dra. Murta baseia-se em estudos científicos que demostram que a forma como o paciente se vê a si mesmo, tem um enorme impacto psicológico na sua autoestima e consequentemente na sua qualidade de vida; além de que a aparência do olhar, em particular, é um dos cânones da beleza, da atração e da comunicação facial não verbal. É sabido que a expressão do olhar representa cerca de 70% da comunicação facial, ou seja, da expressão das emoções e do estado de humor da pessoa. Na verdade, este efeito vital do olhar tem sido relatado desde os tempos do antigo Egito e, mesmo hoje no mundo moderno, o “olhar de Nefertiti”, ou olhos em formato de amêndoas, é um dos padrões de beleza, juventude e atração feminina. Em contrapartida,  outras características das pálpebras e em particular das sobrancelhas, são referências de beleza e fator de atração masculina, e em alguns casos, a blefaroplastia masculina pode ser indicada para ressaltar estes atributos e promover um olhar mais natural (Fig. 18).Todos estas variantes de características do olhar que diferem entre os géneros, etnias e características pessoais/familiares, são relevantes no planeamento cirúrgico da porção superior da face para se alcançar resultados de excelência, reduzindo o aspecto do olhar cansado mas mantendo a naturalidade do mesmo. Para que isto seja alcançado, são necessárias, não apenas experiência e destreza cirúrgica, mas também a perceção da simetria e harmonização facial, ou seja, é fundamental possuir “o dom-da-arte na medicina”. Como ilustrado acima, a oculoplástica é uma especialidade complexa, pois envolve estruturas anatómicas essenciais e delicadas da face, responsáveis não só pela proteção ocular, mas também pela expressão facial, requerendo uma longa formação, um grande conhecimento multidisciplinar e uma destreza cirúrgica substancial, para que um resultado de alto nível seja alcançado.  A paixão e devoção da Dra. Fabiola Murta pela oculoplástica levou-a a seguir um longo período de formação no Brasil e na Inglaterra, dando-lhe vasta experiência como cirurgiã consultora em ambos os países, tendo trabalhado no renomado Moorfields Eye Hospital, em Londres. Possui também vasta experiência em pesquisa científica na Inglaterra e no Brasil, com particular interesse nas áreas de cirurgia de tumores das pálpebras; assim como pela oftalmopatia de Graves, tanto na fase aguda quanto na fase de reabilitação da aparência do olhar; e também na doença do blefarospasmo, tendo participado na organização do primeiro encontro realizado em Inglaterra, o qual integrou pacientes portadores desta disfunção e pesquisadores.Publica artigos científicos regularmente, em revistas médicas de grande impacto científico, é revisora de jornais científicos na sua área, é convidada palestrante assídua em conferências nacionais e internacionais e é membro das sociedades de Oculoplástica nos EUA, no Reino Unido e no Brasil, além de pertencer também à Sociedade Portuguesa de Medicina Estética. A Dra. Fabiola Murta foi convidada pelo Grupo HPA Saúde, adicionando os seus conhecimentos e experiência cirúrgica à equipa de oftalmologia do Hospital de Gambelas.