tempos médios de espera

Hospital Particular Alvor

00h00m

Atendimento Urgente

Hospital Particular Gambelas

00h00m

Atendimento Urgente

00h00m

Pediatria

Hospital Particular da Madeira

Superior a 1H30

Atendimento Urgente

00h00m

Pediatria

Madeira Medical Center

00h00m

Atendimento Urgente

Notícias

Dia Nacional do Doente com AVC

No Dia Nacional do Doente com AVC, a Dra. Joana Macedo – médica fisiatra responsável pelo serviço de Medicina Física e de Reabilitação do MMC e HPM – destaca a recuperação após a doença.

 

Existem duas causas principais de Acidente Vascular Cerebral (AVC):

  • AVC isquémico – quando uma artéria fica obstruída (corresponde à maioria);
  • AVC hemorrágico – quando há rotura de uma artéria/hemorragia.  

 

Os sinais comuns de um AVC têm normalmente um aparecimento súbito. Quais os sinais mais frequentes?

  • Falta de força na face, num braço ou numa perna, ou em todo um lado do corpo;
  • Desvio da face (“boca para o lado”);
  • Fala arrastada, não conseguir falar ou não perceber o que é dito;
  • Desequilíbrio na marcha;
  • Dor de cabeça muito forte.

É muito importante que recorra ao hospital o mais precocemente possível. Quanto mais tempo passar, até recorrer ao hospital, mais dano cerebral poderá ter.

 

Reabilitação após AVC – equipa multidisciplinar

A reabilitação é um processo centrado no doente e orientado por objetivos, que começa no dia após o AVC, com a finalidade de melhorar a funcionalidade e alcançar o maior nível de independência possível, física e psicologicamente, mas também, social e economicamente.           

Todo o processo de reabilitação resulta de um trabalho desenvolvido por uma equipa multidisciplinar e pluriprofissional, com médicos fisiatras, fisioterapeutas, terapeutas ocupacionais, terapeutas da fala, psicólogos e neuropsicólogos, nutricionistas, enfermeiros e assistentes sociais.

As sequelas de um AVC podem ser as mais variadas, de acordo com as áreas do cérebro atingidas. A reabilitação é um processo contínuo e muito importante, durante o qual os doentes devem receber um programa de reabilitação com a intensidade e duração conforme as suas necessidades e tolerância.

O programa de reabilitação é coordenado e elaborado pelo médico fisiatra e pode incluir fisioterapia (manter e restaurar ao máximo movimento, força e capacidade funcional), terapia ocupacional (facilitar e capacitar para as atividades de vida diária, atividades/ocupações para restaurar funções) e terapia da fala (tratamento de perturbações da fala, da linguagem e da deglutição).

Em todo este processo não deverá ser esquecido o apoio à família do doente e/ou aos cuidadores.

 

Marcação           

 

31 de Março de 2023