tempos médios de espera

Hospital Particular Alvor

00h00m

Atendimento Urgente

Hospital Particular Gambelas

00h00m

Atendimento Urgente

00h00m

Pediatria

Hospital Particular da Madeira

00h00m

Atendimento Urgente

00h00m

Pediatria

Madeira Medical Center

00h00m

Atendimento Urgente

00h00m

Pediatria

Notícias

Um bom estado nutricional é determinante durante o processo dos tratamentos oncológicos

Conselhos Nutricionais pela Dra. Marina Augusto Estêvão 
A falta de apetite é um sintoma comum à maioria dos utentes oncológicos, que durante o tratamento aumenta o risco de desnutrição. Se esta não for contrariada pode levar a uma diminuição do peso corporal e da massa muscular.

Uma boa alimentação aumenta o bem-estar e permite a continuidade dos tratamentos, assim como ajuda a enfrentar as complicações associadas como as alterações do paladar e distúrbios gastrointestinais. Para além disso, ajuda a restabelecer as defesas do organismo para lidar com o tratamento.

Seguem algumas dicas para ajudar a atenuar os efeitos dos tratamentos e assim contribuir para uma melhoria do estado nutricional:

  • Fazer ao longo do dia várias refeições simples, pouco volumosas e pouco condimentadas;
  • Escolher um ambiente calmo e relaxante para as refeições, de preferência acompanhada;
  • Evitar alimentos com potencial inflamatório, como alimentos ricos em açúcar (refrigerantes, sobremesas açucaradas, bolachas, cereais de pequeno-almoço, bolos de pastelaria) e alimentos ricos em gordura saturada (produtos de charcutaria, alimentos fritos, comida pré-confecionada, salgadinhos);
  • Procurar inserir na alimentação diária alimentos ricos em antioxidantes como frutas (especialmente os frutos vermelhos e manga), vegetais (cenoura, vegetais de folha verde, abóbora), especiarias como o açafrão da índia e gengibre, frutos secos e leguminosas;
  • Não esquecer das fontes de proteína de alto valor biológico para manutenção da massa muscular, como o peixe, a carne, os ovos, o iogurte natural não açucarado;
  • Em caso de náuseas opte por alimentos confecionados com pouca gordura, à temperatura ambiente, líquidos pouco açucarados, bolachas secas de gengibre, torradas, tostinhas ou gelatinas. Evite também deitar-se após a refeição;
  • Se notar alterações de paladar opte por marinar carne/peixe em limão, laranja ou sumo natural de frutas, consumir rebuçados de menta/limão entre as refeições, acompanhar as refeições com limonada natural;
  • Em situações de diarreia reforce a ingestão de água e infusões naturais, opte por fruta cozida ou banana madura, evite laticínios, café, chá preto, vegetais verdes, leguminosas, fritos e condimentados;

 

 

Hospital de Dia                                                       

   

Dra. Marina Augusto                                                          

10 de Março de 2020