tempos médios de espera

Hospital Particular Gambelas

Superior a 1H30

Atendimento Permanente

00h14m

Pediatria

Dra. Cecília Miranda

Médica Dentista

 

 

Dra. Maria Cecília Miranda

A importância do boletim de saúde oral HPA


HPA Magazine 16

 

A infância é, por excelência, a idade de aprendizagem, de criação de hábitos saudáveis e de interiorização de comportamentos adequados. Assim, também os hábitos de higiene oral, de alimentação correta e de visita regular ao Médico Dentista devem começar cedo, logo após o nascimento da criança.


A importância do boletim de saúde oral HPA


 

Apesar das melhorias observadas nas últimas décadas, a prevalência da cárie dentária infantil na população portuguesa, continua a ser preocupante. Aliás, esta é a doença crónica mais prevalente na infância, contribuindo para este facto a dieta cariogénica (rica em hidratos de carbono, sobretudo açucares), o défice nos cuidados de saúde oral ou a exposição insuficiente ao flúor. Mitos como “os dentes de leite vão cair, não precisam de grandes cuidados”, ou “a visita ao Médico Dentista pela criança é muito traumática” ou ainda “um docinho todos os dias não vai fazer mal” são, infelizmente, ainda muito frequentes entre os pais/educadores.
A prevenção é a palavra-chave no que toca à saúde oral, de modo geral, mas sobretudo na idade infantil. As intervenções dentárias preventivas que incluam flúor e selantes, bem como as práticas de higiene oral (escovagem, uso de fio dentário), são eficazes e devem ser respeitadas em todos os ciclos de vida, incluindo o período pré-natal.
Ciente de toda esta realidade, o Grupo HPA tem vindo a fortalecer a área da Odontopediatria nas suas unidades. Trata-se da especialidade da Medicina Dentária que se dedica à saúde oral dos bebés, crianças e adolescentes, combinando as vertentes curativa e preventiva. 
Neste contexto, apresentamos o Boletim de Saúde Oral do Grupo HPA Saúde que visa ajudar os pais/educadores a monitorizarem ao longo do tempo, a saúde oral dos seus filhos/educandos. Este Boletim deverá ser usado como complemento do Boletim de Saúde Infantil e Juvenil, fazendo parte da rotina de monitorização de saúde da criança.
A entrega deste boletim será realizada, idealmente, na consulta da grávida. Nele, a mãe encontrará conselhos para a manutenção da saúde oral na gravidez, mas também os cuidados orais a ter assim que o bebé nasce, como a limpeza da mucosa oral e gengivas com uma gaze embebida em água morna, a seguir à amamentação.
Seguem-se os registos das consultas de Medicina Dentária da criança, dos 0-12 anos, divididos em 8 secções: dos 0-6 meses, dos 6 meses-1 ano; 1 ano- 1,5 anos; do 1,5-2 anos; 3-5anos, 5-9anos, 9-12 anos. Todas as secções incluem informações sobre a fase de erupção dentária da criança, bem como conselhos ao nível da alimentação e da higiene oral adequados a cada idade. 
 

O Médico Dentista registará, em cada consulta, o estado da dentição da criança (dentes já erupcionados, dentes cariados, etc); o nível de higiene oral da criança, bem como hábitos que podem interferir com a sua saúde oral (por exemplo, se usa chupeta, se bebe leite durante a noite, se range os dentes, etc) e o nível de colaboração da criança na consulta.  Este registo permitirá avaliar e transmitir ao pai/educador a evolução e progressão da criança ao nível da saúde e higiene oral.
No caso de a criança necessitar de tratamentos dentários curativos, o Boletim de Saúde Oral permitirá ao Médico Dentista realizar um correto plano de tratamento, facilitando transmitir ao pai/educando quais os tratamentos necessários, de acordo com a sua prioridade, mas também prevendo os seus custos.
Após cada intervenção, o Médico Dentista fará o registo do tratamento e do número do dente tratado.
As visitas regulares proporcionadas pela existência do Boletim de Saúde Oral permitirão, além do diagnóstico precoce de problemas dentários, desmistificar os medos e a ansiedade muitas vezes associados à ida ao dentista.
No entanto, em situações cuja modulação comportamental é insuficiente para a tranquilização da criança/adolescente, as nossas unidades dispõem de equipamentos de Sedação Consciente. Consiste na inalação de uma mistura de protóxido de azoto e oxigénio (Livopan) que permite acalmar e relaxar a criança/adolescente de modo seguro, mantendo sempre o seu estado consciente.
O Boletim de Saúde Oral é fundamentalmente um documento educativo e motivacional para as famílias, que fará da prevenção e da alteração de comportamentos a chave para uma melhor saúde oral infantil.
Acreditamos que este Boletim irá fazer a diferença na saúde das crianças acompanhadas no Grupo HPA Saúde e ousamos dizer que, dentro de uma década, os tratamentos dentários necessários nesta faixa etária serão mais reduzidos e menos invasivos. 
Como Médica Dentista, sinto grande satisfação e entusiasmo em aderir a este projeto do Grupo HPA Saúde. Contamos também com a sua colaboração para o sucesso do Boletim de Saúde Oral.