tempos médios de espera

Hospital Particular Gambelas

Superior a 1H30

Atendimento Permanente

Dra. Célia Allen

Administradora
Diretora Técnica 
do Laboratório 
de Análises Clínicas

Hospital Particular
do Alentejo

Dra. Célia Allen

Quando se nasce com muita história
Hospital Particular do Alentejo · Sines

HPA Magazine 16


Não existiria ninguém mais bem preparada para nos dar a conhecer a caminhada da CLÍDIS que a Dra. Célia Allen, que um dia idealizou esse projeto, mas também o LALA (Laboratório de Águas do Alentejo Litoral) e o MTLA (Medicina do Trabalho do Litoral Alentejano), aos quais ainda acrescentou 27 postos de colheitas de análises que cobrem uma zona significativa dos distritos de Setúbal e Beja.


Quando se nasce com muita história


 

PELA FORMAÇÃO ACADÉMICA QUE TEM – LICENCIATURA EM CIÊNCIAS FÍSICO-QUÍMICAS E EM CIÊNCIAS FARMACÊUTICAS COM ESPECIALIZAÇÃO EM ANÁLISES CLÍNICAS – TUDO COMEÇOU COM UM LABORATÓRIO DEDICADO A ESSA ÁREA, MAS QUE DEPRESSA SE ALARGOU A OUTRAS ESPECIALIDADES E SERVIÇOS.  
No início dos anos setenta, tendo mudado a situação familiar, por proposta de trabalho irrecusável ao meu marido por parte da Deutsch Welle, para Engenheiro Eletrotécnico em Sines, tornou-se impossível realizar um sonho meu: um Laboratório de Investigação Criminal.
Chegada a Sines, cedo vislumbrei as suas necessidades de acesso aos cuidados de saúde, com a dificuldade em chegar a Lisboa ou Beja, para realizar uma simples análise para diagnóstico clínico.
Por destino ou acaso, conhecemos o Dr. Fernando Teixeira, Patologista Clínico de referência nacional, inovador em tecnologias laboratoriais e empreendedor, iniciando-se assim o projeto do primeiro laboratório privado de análises clínicas do Litoral Alentejano, em Sines.
Em janeiro de 1977 a CLÍDIS, inicia a sua atividade em Análises Clínicas com convenção com o Serviço Nacional de Saúde e acompanhou a evolução dos sistemas de saúde nacionais e internacionais.

CREMOS QUE A REDE DE POSTOS DE COLHEITAS DEVERÁ TER-SE ESTABELECIDO DE FORMA GRADUAL, NO ENTANTO EXIGE UM GRANDE PLANEAMENTO, POIS ALGUNS TÊM ROTAS ESPECÍFICAS, PELA SUA LOCALIZAÇÃO GEOGRÁFICA. COMO SE ORGANIZOU E ORGANIZA ESTA LOGÍSTICA?
Rapidamente percebemos que apenas Sines não bastava para dar resposta às necessidades dos utentes do Litoral Alentejano.
Iniciou-se então um novo desafio: a instalação de postos de colheita nas sedes de concelho, de Alcácer a Odemira, alargando-se gradualmente às freguesias com maiores carências sociais e de mobilidade.
Beja surge como retaguarda do Laboratório Dr. Alexandre Covas Lima, assim como postos de colheita nas sedes de concelho do Baixo Alentejo.
A evolução constante, com uma logística de garante da qualidade dos serviços prestados, a nível de recursos humanos (base fundamental), equipamentos e técnicas inovadoras, circuitos de recolha de amostras dos postos de colheita para o laboratório central em Sines, resposta atempada e satisfação dos nossos clientes, sempre foi o nosso primeiro objetivo.
Em 2003, o Laboratório da CLÍDIS é o primeiro a obter do Ministério da Saúde, a Licença de Funcionamento (Nº 00001AC/2003) da Região de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo.

COMO SE PROCESSOU A INTEGRAÇÃO DE OUTRAS ÁREAS DE PRESTAÇÃO COMO O LALA E A MTLA?
Com o projeto do Gabinete da Área de Sines, aumentou a necessidade de serviços de saúde para a população do Litoral Alentejano, o que nos levou a avançar com outras especialidades médicas, como a radiologia e com o imprescindível apoio do Dr. Gargaté, vencendo-se sempre as dificuldades com a falta de técnicos especialistas na nossa região.
Entretanto, novas indústrias nasceram em Sines e com elas a necessidade do controlo da saúde dos trabalhadores e das condições de trabalho.
Com o Dr. Francisco Loução e o Eng.º Eduardo Ferreira nasce a Medicina do Trabalho do Litoral Alentejano (MTLA).
Nos anos 90, com a crescente preocupação ambiental e da qualidade da água distribuída às populações, surgiu um novo desafio. Inicia-se o projeto do Laboratório de Águas do Litoral Alentejano (LALA), com instalações em Vila Nova de Santo André e nova equipa de técnicos de laboratório com formação específica, sendo acreditado pelo IPAC desde 1999.
O LALA presta apoio a entidades distribuidoras de água e controlo de emissão de efluentes, a empresas públicas e privadas no Alentejo Litoral, Baixo Alentejo e Algarve, fazendo também o controlo diário de indústrias do Pólo Industrial de Sines.

QUANDO É EDIFICADO O EDIFÍCIO QUE AGORA SE TRANSFORMA NO HOSPITAL PARTICULAR DO ALENTEJO?
Tudo evolui, cresce e corre bem, mas as instalações tornam-se inadequadas e insuficientes. Dessa forma, projetámos a construção de um novo edifício que centralizou todos os serviços da CLÍDIS.
Vencendo todos os obstáculos e dificuldades e com o apoio da Caixa de Crédito Agrícola, inaugurámos o novo edifício em junho de 2006.
Entretanto em 2014 surge mais um novo repto. 
Integrando um grupo de empresários, a convite da Câmara Municipal de Sines, efetuámos uma visita a Pemba, em Cabo Delgado (Moçambique), onde observámos uma situação precária nos serviços de saúde, a qual quisemos colmatar com o nascimento do projeto CLÍDIS, Lda - Clínica de Diagnósticos e Saúde. À imagem da CLÍDIS de Sines, LALA e MTLA é inaugurada a 25 de junho de 2015 e avança com um projeto de expansão com novas instalações em Maputo.

EM 2017, O ANO EM QUE SE ASSINALARAM OS 40 ANOS DA CLÍDIS, A ADMINISTRAÇÃO DECIDE INTEGRAR O GRUPO HPA SAÚDE, JÁ COM UM PROJETO BEM DEFINIDO. COMO FOI TOMADA ESTA DECISÃO?
Em 2017, com a evolução constante do Pólo de Sines, novas portas se abrem na prestação de serviços de saúde, mas falta um hospital no Litoral Alentejano.
O Dr. Miguel Allen (Diretor Clínico da CLÍDIS) e o Dr. Paulo Sousa (Presidente do Conselho Médico do Grupo HPA) levam-nos a conhecer o Dr. João Bacalhau, fundador do Grupo HPA Saúde.
A administração do Grupo CLÍDIS, ao integrar o Grupo HPA Saúde, com nova administração, com novos desafios, com novos projetos, com a força e competência do Grupo HPA, implementou novas especialidades médicas, novos serviços e nasceu assim o novo Hospital Particular do Alentejo, em Sines agora oficialmente inaugurado.
Tem sido muito fácil integrar o Grupo HPA Saúde, pois ambas as administrações estão perfeitamente alinhadas em missões e objetivos.

QUE SENTIMENTOS TRANSPARECEM QUANDO PENSA QUE TUDO COMEÇOU COM UM LABORATÓRIO DE ANÁLISES CLÍNICAS, QUE ALCANÇOU TODA ESTA CADEIA DE SERVIÇOS E QUE CULMINOU COM O PRIMEIRO HOSPITAL PRIVADO DA REGIÃO?
Sobretudo o de agradecimento a todos que me aceitaram, ajudaram e contribuíram para levar a cabo as tarefas que a vida me propôs, com energia para vencermos e atingirmos os nossos objetivo. Bem hajam pai, Eduardo, mãe, filhos, todos os colaboradores (em cada um, um amigo) e todos os clientes da CLÍDIS, sem os quais esta caminhada não faria sentido.
Com objetivos bem definidos, organização, logística e recursos humanos com formação específica e equipas dedicadas e competentes, nada foi impossível.
Bem hajam todos os que contribuíram para que a CLÍDIS tenha atingido em 40 anos um percurso do qual todos nos orgulhamos.