tempos médios de espera

Hospital Particular Gambelas

Superior a 1H30

Atendimento Urgente

Dr.ª Marina Augusto Estevão

Nutricionista · Especialista em Nutrição Clínica

Marina Augusto Estevão

Produtos “sem”
– nem sempre são a melhor opção!

HPA Magazine 18


Hoje em dia deparamos-mos com uma ampla variedade de produtos “sem” nos supermercados.
“Sem açúcar”, “Sem glúten”, “sem lactose” …
Nem sempre os produtos “sem” são a melhor opção para alguns tipos de doentes como por exemplo os diabéticos, pessoas com dislipidemias (níveis elevados de colesterol ou triglicéridos), hipertensão arterial, obesos ou mesmo para quem procura uma alimentação saudável.


Products marked “sugar free”


 

Os produtos “sem glúten” foram desenvolvidos como alternativa para doentes celíacos. A doença celíaca consiste na intolerância ao glúten, substância proteica de origem vegetal presente em variados cereais (trigo, centeio, cevada e aveia).
Em muitos destes produtos, como por exemplo no caso das bolachas sem glúten, existe uma adição extra de gorduras, sobretudo de gorduras trans, de forma a garantir as propriedades organoléticas do produto na sua versão original (a designação no rótulo poderá também aparecer da seguinte forma: “gorduras hidrogenadas ou parcialmente hidrogenadas”). O mesmo acontece com algumas marcas de bolachas sem açúcar às quais também é adicionada mais gordura ou mesmo sal de forma a colmatar a ausência de açúcar e desta forma manter as caraterísticas sensoriais do produto. 
Em pacientes com níveis elevados de colesterol, triglicéridos e diabéticos, este tipo de produtos não parece ser o mais indicado uma vez que contribui para a subida destas gorduras no sangue, contribuindo também para o ganho ponderal.
No caso dos produtos “isentos” ou “sem lactose” foram desenvolvidos para pessoas com intolerância à lactose (leite, iogurtes, queijo, bolachas). 

As pessoas com intolerância à lactose apresentam uma deficiência da enzima lactase, uma enzima intestinal cuja principal função é degradar a lactose (dissacarídeo), o principal açúcar do leite, nas suas duas moléculas: galactose e glicose (monossacarídeos). Nestes produtos “sem lactose” ou “isentos de lactose” a lactose já se apresenta sob a forma destes dois monossacarídeos, pelo que estes produtos tendem a apresentar um sabor mais doce e não serem considerados os produtos ideais, por exemplo, para pacientes diabéticos, por possuírem um índice glicémico mais elevado e poderem contribuir para hiperglicemias.
No caso dos diabéticos há que ter muito cuidado na compra destes produtos alimentares, não só pelas alterações da glicémia, mas também hiperglicemias pelo risco para doença cardiovascular, que está aumentado nesta patologia.
Os produtos mais simples, com menor número de ingredientes, como as bolachas de arroz ou de milho sem sal ou tipo marinheiras, que são feitas sem adição de açúcar e apenas feitas com azeite, o pão centeio ou de mistura ou integral mais simples (de preferência de padaria) e os iogurtes naturais sem adição de açúcar, são opções mais saudáveis na maioria dos casos e quando não há intolerâncias alimentares associadas.
Uma leitura atenta e cuidada aos rótulos é por isso essencial nas idas ao supermercado.