tempos médios de espera

Hospital Particular Alvor

00h03m

Atendimento Permanente

Hospital Particular Gambelas

00h13m

Atendimento Permanente

Madeira Medical Center

00h01m

Atendimento Permanente

Dr. João Paulo Sousa

Médico Especialista em Ortopedia e Traumatologia

Terapeuta Rosário Simões

Terapeuta Ocupacional

Cirurgia e Terapia da mão
A arte e a ciência da reabilitação do membro superior

HPA Magazine 7

 

A mão é uma das estruturas mais complexas do nosso corpo; estrutura do tocar, da expressão, da beleza, símbolo da força e habilidade, sendo a sua função principal a preensão. Ela acompanha o ser humano em todas as suas atividades e realizações, sendo as suas solicitações e diversidade gestual diferentes, em função da atividade exercida ao nível sócio profissional; trabalho de força, trabalho de precisão ou trabalho repetitivo são as categorias onde vamos encontrar necessidades e qualidades específicas.


A mão está assim bastante exposta, sendo frequentemente palco de lesões mais ou menos complexas. Reeducar na plenitude uma mão lesada, operada ou não, requer sólidos conhecimentos da sua estrutura e um “savoir faire” específico; raciocínio clínico e competências científicas e técnicas, que associados às aptidões de comunicação alicerçam a base de toda a intervenção. Neste contexto, surgiu há alguns anos uma nova especialidade: a Terapia da Mão que segundo definição de 2008 da Hand Therapy Certification Commission é “A arte e ciência da reabilitação do membro superior; mão, punho e ombro”.
O Terapeuta da Mão é um terapeuta ocupacional ou fisioterapeuta que através de formação especializada avançada e experiência clínica, adquire competências para o tratamento de condições do membro superior resultantes de traumatismos, doenças ou deformidades congénitas. Para que tal aconteça, tem disponível uma variedade de técnicas e meios com o objetivo de maximizar a função da mão e consequentemente promover o rápido retorno às atividades socioprofissionais.
O Setor de Terapia da Mão do Hospital Particular do Algarve recebe pacientes das diferentes especialidades médicas (cirurgia geral, cirurgia plástica, fisiatria, ortopedia, reumatologia), para avaliação, tratamento ou confeção de ortóteses (Talas) do membro superior, quer em situações pré, quanto pós cirúrgicas, programadas ou de urgência. A comunicação entre os diferentes elementos da equipa, assim como a participação ativa do paciente no processo de reabilitação, são requisitos respeitados e fundamentais em todo o processo de intervenção, pois os melhores resultados são sempre obtidos através de um trabalho conjunto Médico/Terapeuta/Paciente, onde cada elemento valoriza e facilita a ação dos outros.
A inovação e constante atualização profissional, associadas a instalações e cuidados adaptados às exigências específicas de cada situação, permitem que este serviço disponha de materiais e equipamentos inovadores para tratar uma diversidade de situações clínicas, sendo as mais frequentes:

  • Fraturas, Entorses, Luxações;
  • Síndrome do Túnel Cárpico;
  • Doença de Dupuytren;
  • Epicondilites;
  • Amputações;
  • Artrite Reumatóide;
  • Lesões de tendões e nervos;
  • Lesões de esforço repetitivo e especificamente lesões desportivas e de músicos;
  • Edemas;
  • Dor Neuropática;
  • Artroses e processos inflamatórios.

 

A cirurgia da mão é das áreas mais sensíveis à coordenação e sintonia dos seus intervenientes; o resultado de uma cirurgia “perfeita” pode ser comprometido por uma reabilitação tardia ou mal conduzida. Alguns dos centros mais especializados do mundo, recusam-se a operar doentes que não possam fazer reabilitação especializada e no timing apropriado. 
No HPA está criada uma equipa coordenada de profissionais com larga experiência, onde existe contacto estreito e diário, que permite a discussão dos casos clínicos e o ajuste constante do seu tratamento; as competências, coesão e complementaridade do Cirurgião/Terapeuta da Mão são preponderantes e decisivos neste processo. O acompanhamento inicia-se no pré operatório, onde a Terapeuta da Mão faz uma avaliação objetiva e esclarece o doente relativamente a todo o percurso de tratamento. Posteriormente, durante o internamento e no pós-operatório, a equipa envolvida avalia constantemente os resultados que se vão adquirindo, esclarecendo, orientando e motivando o paciente, enquanto fatores determinantes do sucesso da recuperação funcional.

Para o processo de recuperação destas situações, é disponibilizado um conjunto alargado de técnicas, algumas inovadoras e únicas em Portugal, como é o caso da Reeducação Sensitiva da Dor:

>CONFEÇÃO DE ORTÓTESE (TALAS)
Termomoldáveis e confecionadas sob medida. Geralmente são utilizadas para substituir um gesso, para repouso, para facilitar as tarefas do dia-a-dia ou ainda para aumento de movimento e de força.

>ATIVIDADES PARA TREINO FUNCIONAL E ATIVIDADES DA VIDA DIÁRIA 

>ENSINO DE ECONOMIA ARTICULAR
Dispomos de materiais específicos para promover o ensino ao paciente, principalmente em casos reumatológicos, de como economizar as suas articulações, de forma a prevenir o agravamento da situação ou ainda a evição da dor.

>PRESSOTERAPIA

>ELETROTERAPIA

>TRATAMENTOS E MODELAÇÃO CICATRICIAL

>REEDUCAÇÃO SENSITIVA DA DOR
O HPA é pioneiro neste tipo de tratamento uma vez que dispõe da única Reeducadora Sensitiva da Dor Certificada em Portugal, pelo Centro da Dor de Friburgo, na Suiça, com competência para a reeducação sensitiva da dor neuropática. Este método trata para além da alodínia (dor ao toque) outras alterações de sensibilidade, como por exemplo as hipoestesias (diminuição da sensibilidade). Ambas as situações provocam dores bastantes intensas, que podem manifestar-se incessantemente ou de forma intermitente durante as 24 horas do dia.

>TERAPIA MANUAL

>MIRROR THERAPY