tempos médios de espera

Hospital Particular Alvor

00h03m

Atendimento Permanente

Hospital Particular Gambelas

00h13m

Atendimento Permanente

Madeira Medical Center

00h01m

Atendimento Permanente

Notícias

Mês Rosa

Façamos do rosa a cor da superação, dos vencedores, da vida. Esteja atento às nossas atividades e sobretudo aos sinais de alerta. Por isso comece por saber reconhecê-los, pois a prevenção é a melhor arma contra o cancro. Preocupe-se com aquilo que é de facto importante. 

Scalp Cooling (capacete arrefecido) 
O Scalp Cooling (capacete arrefecido) é uma técnica inovadora, ao dispor do arsenal de tratamentos disponíveis para a mulher que é tratada à sua patologia oncológica da mama.
É uma técnica muito pouco invasiva, que se complementa à quimioterapia.
O capacete refrigerado é utilizado durante toda a sessão, mas também num período prévio ao início do tratamento, bem como depois de terminar a sessão.
Permite que os capilares sejam arrefecidos, chegando, portanto, menos dose de quimioterapia a esta zona e, dessa forma proporcionando uma menor queda de cabelo.
A queda de cabelo poderá não ser totalmente corrigida. Nos regimes habituais de quimioterapia, mais agressivos, tem mostrado taxas de sucesso de aproximadamente 50%; nos regimes menos agressivos pode chegar a taxas perto dos 90%.
Apesar dos resultados serem variáveis de senhora para senhora, é considerada uma técnica complementar que consta atualmente em todas as guidelines internacionais, devendo ser oferecida sempre que possível à doente que está a fazer quimioterapia.
O Grupo HPA Saúde tem desde há 6 meses esta valência, que tem sido usada com algum sucesso nalgumas senhoras e é a única unidade de saúde a sul do Tejo que disponibiliza este equipamento.
É uma técnica que deve ser incentivada, pois é de fácil utilização e não consome recursos excessivos em termos de staff. Está preferencialmente indicada no cancro de mama, podendo, contudo, ser proposta noutras patologias.
Sempre que possível deve ser uma técnica oferecida às senhoras, de maneira a que melhore os resultados impactantes provocados pela queda de cabelo, pois este efeito secundário em particular, para além de todos os restantes, é o mais impactante pela questão da autoestima, da estética e da pressão psicológica.
Orgulhamo-nos de ter esta valência disponível e esperamos que o sucesso referido nos estudos nos quais se baseou a sua aprovação, nos possibilite continuar a disponibilizá-la sempre que indicado. 

Ter antecedentes familiares de cancro de mama, aumenta o risco de desenvolver a doença?
Esta é uma questão que preocupa muitas mulheres.
Embora as mulheres com histórico familiar de cancro de mama estejam num grupo de risco mais elevado, só cerca de 10% tem de facto antecedentes familiares. Há ainda um aspeto importante a reter: o grau de parentesco.

  • Se tem um parente de 1º grau com cancro de mama
  • Se a sua mãe, filha ou irmã desenvolveram cancro de mama com menos de 50 anos, deve considerar o rastreio regular da mama, 10 anos antes do diagnóstico da sua parente.
  • Se tem um parente de 2º grau com cancro de mama
  • Se uma avó ou tia foram diagnosticadas com cancro de mama, o seu risco aumenta ligeiramente, mas não está na mesma categoria de risco que aqueles que têm um parente de 1º grau com cancro de mama.
  • Se tiver várias gerações com diagnóstico de cancro de mama no mesmo lado da família, ou se houver várias pessoas que são parentes de 1º grau entre si, ou vários membros da família com diagnóstico de cancro de mama com menos de 50 anos, aumenta a probabilidade do desenvolvimento de genes cancerígenos, contribuindo para a causa dessa história familiar.

O outubro rosa é também para os homens, pois o cancro de mama não é um assunto exclusivamente feminino.
Embora a percentagem de cancro de mama nos homens seja pequena, estes devem também autoavaliar-se periodicamente, realizando o autoexame das mamas durante o banho.
O cancro de mama em homens geralmente é detetado como um nódulo duro no mamilo e/ou na aréola, sendo a sua mortalidade elevada.
A explicação para esta prevalência reside no facto de que os homens ainda não estar despertos para a prevenção, atrasando o diagnóstico, o tratamento e infelizmente a cura. 

Senologia                                         

 

01-10-20