tempos médios de espera

Hospital Particular Gambelas

Superior a 1H30

Atendimento Urgente

00h31m

Pediatria

 

BLOG

O cancro da mama é o tumor maligno mais frequente da mulher (cerca de 1 em cada 8-10 mulheres vai ter cancro da mama na sua vida). No entanto, cerca de 1% do cancro da mama atinge os homens.

Aproximadamente 80% dos cancros da mama são descobertos pela própria mulher, ao realizar a palpação da mama, razão porque todas as mulheres e homens devem realizar mensalmente o autoexame mamário.

Nas mulheres em idade fértil, a partir dos 20 anos de idade, deve ser efetuado após o término do período menstrual.

Se é lactante deverá manter a vigilância mensal, sendo que o autoexame é recomendado após amamentar.

Na menopausa, mantenha o hábito do autoexame da mama, sempre no mesmo dia de cada mês.

 

 Como fazer o seu autoexame da mama?

 


Se verificar alguma destas alterações não entre em pânico. Consulte o seu médico para que este possa analisar o seu caso.
Esta prática pode salvar vidas.
Não se isole e envolva a sua família e entes queridos. A partilha e o apoio são determinantes para vencer o cancro.

Mulher que se toca é mulher que se cuida.
Palpe a sua mama pela sua saúde. 

 

 

NOTÍCIAS/ARTIGOS DA UNIDADE DA MAMA HPA

 

Tratar o cancro sem quimioterapia:
Hematologia

Desde os primórdios da oncologia, o tratamento do cancro assentou na aplicação de quimioterapia, radioterapia, cirurgia ou combinações destas abordagens. Até há 20 anos atrás, a única exceção a este paradigma era o alotransplante de células da medula óssea, cujo efeito consiste em parte na destruição das células malignas pelas células do dador. Neste sentido, o alotransplante foi a primeira forma de imunoterapia e é, ainda hoje em dia, a única terapia curativa para certas formas de leucemia agudas.

HPA Magazine 15

Ler

Doença Oncológica
 

 

O diagnóstico e o tratamento da doença oncológica evoluíram de forma fantástica na última década. No entanto, continua a ser uma palavra assustadora devido sobretudo à incógnita que coloca à sobrevivência e à qualidade de vida.
Apesar do Registo Oncológico Regional do Sul (Lisboa e Vale do Tejo, Alentejo, Algarve e Madeira) afirmar resultados positivos relativamente à sobrevivência dos cancros do cólon, reto e mama, a verdade é que também regista mais de vinte e quatro mil novos casos por ano....

HPA Magazine 9

Ler

A abordagem do cancro da mama ao longo dos tempos

O cancro da mama é uma entidade antiga mas heterogénea, representando uma doença com amplo espectro de potencial biológico. É conhecido desde as primeiras descrições em papiros egípcios no longínquo ano 3000 a.C., mas foi Hipócrates (460-370 a.C.) quem usou o termo cancro para descrever o aspeto do tumor e as suas projeções, a fazer lembrar as patas do caranguejo. Alguns séculos depois, Galeno (130-200 d. C.) determinou que nesta doença pouco havia a fazer, que era incurável, conceito...

HPA Magazine 09

Ler

Cuidar, apoiar, carinhar. Hospital de Dia Oncológico

Numa sociedade que se depara com o aumento das doenças oncológicas revela-se essencial a presença de cuidados de cariz oncológico e paliativo de qualidade, assentes em princípios humanistas e altruístas. 
Sucintamente, o cancro ocorre quando uma célula do organismo humano perde os seus mecanismos de controlo normais e apresenta um crescimento descontrolado. A avaliação do mesmo é sempre iniciada com a história clínica e um exame físico ao doente, sendo que os doentes apresentam... 

HPA Magazine 04

Ler

Radioterapia Intraoperatória
 

A Senologia é o ramo da medicina para o estudo global e integrador da mama normal e patológica, cujo objetivo primário é solucionar os problemas relacionados com o cancro da mama. Apesar dos avanços tecnológicos no campo da prevenção e do tratamento, as estatísticas continuam pouco animadoras relativamente a esta condição. No Grupo HPA Saúde deu-se início a uma nova abordagem que oferecerá mais qualidade de vida a estas mulheres
 

HPA Magazine 03

Ler